24 setembro 2009

Laica, uma cadelinha de sorte

Esta é a história da Laica contada por Ana Carolina Naomi Omuro. Mais um final muito feliz aqui no Blog do GPA. Reparem na foto do "antes" e "depois" (tomando um solzinho na piscina), quanta diferença!



"Em uma quinta-feira de 2008, estava indo pela avenida à aula de inglês no CNA, quando passei em frente a uma banca do outro lado da rua da antiga Maré Verde, vi uma cadela branca debaixo do sol, super magra sem conseguir se levantar. Fiquei morrendo de dó, então pedi ajuda a alguns colegas do meu curso para levá-la para minha casa (sem a permissão dos meus pais!).
Compramos presunto na padaria e pegamos
água para tentar fazê-la levantar e caminhar. Enquanto isso, liguei para minha casa e pedi para que a empregada preparasse um lugar confortável para ela dormir e alguma coisa para ela comer.






Levamos mais ou menos uns 40 minutos para percorrer um caminho que normalmente eu fazia em 10, mas conseguimos levá-la até minha casa, apesar do cansaço e do medo da cadela.
Ao chegarmos em casa, liguei para minha mãe e contei tudo o que
havia acontecido e, como eu já esperava, ela não me deixou ficar com a cadela. Chorei, gritei, fiz o maior escândalo e então ela me disse que havia ligado para o GPA e que eles ficariam com a cadela, mas que eu precisaria tirá-la de casa o mais rápido possível (eu sei o quanto minha mãe tem o coração mole e sabia que se ela visse a cadelinha linda e super educada não teria coragem de mandá-la embora!).






Quando minha mãe chegou em casa, encontrou a linda cadelinha no canil, super magra, carente, mas ainda assim, muito educada e simpática. No dia seguinte estávamos a levando ao veterinário, colocamos ela junto do meu outro cãozinho e eles se deram super bem!






A veterinária disse que ela deveria ter mais ou menos 1 ano e meio e que devia ter dado cria há pouco, provavelmente teria sido abandonada.
Todos em casa se apegaram muito a ela, discutimos por vários dias o nome que colocaríamos e acabamos escolhendo 'Laica'.












Hoje, ela e meu outro cãozinho são os xodós da casa, são meus filhinhos, as preciosidades da minha vida e não sei o que seria de mim sem eles. Ainda assim, não consigo entender como uma pessoa pode ter coragem de abandonar uma preciosidade dessas, mas agradeço muito por ela ter sido colocada no meu caminho e por ser essa cadela maravilhosa que é!"

Um comentário:

  1. Que chicks agora tem até piscina pra ela brincar hehehe !

    ResponderExcluir